#

PCES e PMES apreendem adolescentes suspeitos de serem autores dos disparos que atingiram cinco pessoas em Pinheiros

Publicado em: 14/01/2022

Compartilhe:


Dois irmãos de 14 e 16 anos foram apreendidos com armas e drogas durante uma operação integrada entre a Delegacia de Polícia (DP) de Pinheiros e policiais militares da 19ª Companhia Independente, na manhã desta quarta-feira (12). A operação foi realizada nos bairros Domiciano e Colina, em Pinheiros, e os adolescentes são suspeitos de serem autores dos disparos que feriram cinco pessoas, inclusive, uma criança de oito anos, no bairro Jardim Planalto, no mesmo município, no dia 26 de dezembro.

As equipes foram até os bairros cumprir nove mandados de busca e apreensão. Foi realizado um cerco na residência e os policiais entraram no local e visualizaram os suspeitos numa residência de fundos. Ao lado deles, havia uma bolsa com drogas e um revólver calibre 38.

“Nesse momento, entramos na residência e apreendemos os adolescentes. No local, além da arma, foram encontradas munições e entorpecentes, que estavam em uma mochila escondida no telhado”, conta o titular da Delegacia de Polícia de Pinheiros, delegado Eduardo Mota.

Ao todo, durante as buscas, foram apreendidos 25 buchas e meio tablete de maconha, 124 pedras de crack, além de R$ 140,00, dois radiocomunicadores, 21 pedaços menores de maconha, 13 papelotes de cocaína, 70 munições de 9mm, municiador de carregador e uma balança de precisão.

Na residência da frente, havia familiares dos adolescentes, mas eles assumiram a propriedade de todo material ilícito. As investigações apontam que eles são envolvidos no tráfico de drogas e a motivação dos disparos realizados no dia 26 de dezembro seria a disputa do tráfico de drogas na região.

Segundo o comandante da 19ª Companhia Independente, major Givanildo Viana Costa, essa operação e os resultados já são produto da nova visão de trabalho, mais próxima e afinada com as necessidades locais, devido às novas mudanças nos organismos policiais, para um melhor padrão de atendimento das expectativas sociais depositadas no aparato de segurança pública.

“A mudança, porém, não se traduz apenas em repressão. Ela também traz várias ferramentas para incrementar a atuação preventiva, via Polícia Militar, que atua no espectro visível do policiamento nas comunidades. Além de uma maior inserção de presença policial no serviço, com a criação da Unidade, a partir das seções da 19ª Companhia Independente, que dão suporte ao seguimento operacional que atua nas ruas, com a chegada dos novos sargentos, formados em dezembro de 2021, houve mais acréscimos importantes. Entre estes, está a implementação do uso das ISEO (Indenização Suplementar de Escala Operacional) em operações de saturação de certos locais com a presença policial, que com o empenho de policiais, além da carga ordinária de trabalho, marca a vida social com maior notoriedade preventiva”, disse o major.

Eles foram encaminhados à DP de Pinheiros, onde assinaram um Boletim de Ocorrência Circunstanciado (Boc) por ato infracional análogo ao crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Eles foram reintegrados à família, após o familiar assumir o compromisso de comparecer ao Ministério Público, quando solicitado. As investigações sobre o caso continuam.


Fonte: Correio 9