#

Na briga pela liderança, Flamengo recebe o lanterna Goiás

Publicado em: 13/10/2020

Compartilhe:


 



O Flamengo recebe o Goiás, na noite desta terça-feira (13), em partida da 11ª rodada do Campeonato Brasileiro que havia sido adiada. Na terceira colocação, com 27 pontos, o clube rubro-negro joga de olho na liderança. Se vencer, se iguala, em número de pontos, ao líder Atlético-MG.

 

O time vem de uma sequência de vitórias, e deve à sua defesa boa parte dessa fase positiva. A troca de Jorge Jesus por Domènec Torrent representou mais que uma simples mudança no comando do Flamengo. Um dos principais pontos negativos nessa transição foi o sistema defensivo.

 

O rubro-negro vinha sofrendo sistematicamente na temporada até sofrer uma goleada histórica na Libertadores: 5 a 0 para o Del Valle. O cenário de terra arrasada foi o ponto de partida para o Flamengo dar a volta por cima. Após o vexame, o time entrou em campo em seis oportunidades e acumula cinco vitórias e um empate.

 

Além disso, o rubro-negro ajustou o sistema defensivo e sofreu apenas quatro gols nesse período. Isso representa um aproveitamento de 0,66 de gols por jogo. Mais que isso. Representa o primeiro momento de tranquilidade do sistema defensivo desde a chegada de Dome. Mesmo assim, o treinador catalão ainda não está totalmente satisfeito com o setor.

 

Ele reclamou de situações específicas após a vitória sobre o Vasco no sábado por 2 a 1. “Quando você tem problemas ou não joga muito bem, troca algumas coisas.

Fizemos isso novamente. Estávamos jogando com os laterais e os pontas na mesma linha. Quando perdem a bola temos muitos problemas, especialmente no lado direito. Jogamos a bola, tocamos e tocamos.

 

Acho que cometemos erros quando jogavam na mesma linha, não tem linha de passe. Quando você joga em diferentes linhas, pode jogar muito melhor”.

 

Vale ressaltar que o Flamengo tem jogado com diversos desfalques no sistema defensivo. Diego Alves está lesionado e Rodrigo Caio e Isla foram convocados.

 

Os selecionáveis ainda ficam de fora contra o Goiás, na terça-feira. O goleiro ainda tem chance de retomar a posição. O aumento de produção do sistema defensivo do Flamengo foi fundamental para a equipe. No período, o time se classificou para as oitavas de final da Libertadores e entrou de vez na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Situação oposta viva o Goiás.

 

O clube tem a pior defesa do Campeonato Brasileiro: foram 25 gols sofridos nos 12 jogos disputados até aqui. Lanterna do campeonato, a equipe goiana tem nove pontos.

 

FLAMENGO
Hugo Souza; Matheuzinho, Gustavo Henrique, Léo Pereira (Natan) e Renê; Willian Arão, Thiago Maia (Gerson) e Pepê (Vitinho); Michael, Lincoln (Pedro) e Bruno Henrique. T.: Domènec Torrent

 

GOIÁS

Tadeu; Edilson, David Duarte, Fábio Sanches e Caju; Breno, Daniel Bessa e Shaylon; Douglas Baggio, Rafael Moura e Vinícius. T.: Enderson Moreira

Estádio: Maracanã, no Rio
Horário: 18h
Juiz: Paulo Roberto Alves Junior (PR)

O Flamengo recebe o Goiás, na noite desta terça-feira (13), em partida da 11ª rodada do Campeonato Brasileiro que havia sido adiada. Na terceira colocação, com 27 pontos, o clube rubro-negro joga de olho na liderança. Se vencer, se iguala, em número de pontos, ao líder Atlético-MG.

 

O time vem de uma sequência de vitórias, e deve à sua defesa boa parte dessa fase positiva. A troca de Jorge Jesus por Domènec Torrent representou mais que uma simples mudança no comando do Flamengo. Um dos principais pontos negativos nessa transição foi o sistema defensivo.

 

O rubro-negro vinha sofrendo sistematicamente na temporada até sofrer uma goleada histórica na Libertadores: 5 a 0 para o Del Valle. O cenário de terra arrasada foi o ponto de partida para o Flamengo dar a volta por cima. Após o vexame, o time entrou em campo em seis oportunidades e acumula cinco vitórias e um empate.

 

Além disso, o rubro-negro ajustou o sistema defensivo e sofreu apenas quatro gols nesse período. Isso representa um aproveitamento de 0,66 de gols por jogo. Mais que isso. Representa o primeiro momento de tranquilidade do sistema defensivo desde a chegada de Dome. Mesmo assim, o treinador catalão ainda não está totalmente satisfeito com o setor.

 

Ele reclamou de situações específicas após a vitória sobre o Vasco no sábado por 2 a 1. “Quando você tem problemas ou não joga muito bem, troca algumas coisas.

Fizemos isso novamente. Estávamos jogando com os laterais e os pontas na mesma linha. Quando perdem a bola temos muitos problemas, especialmente no lado direito. Jogamos a bola, tocamos e tocamos. Acho que cometemos erros quando jogavam na mesma linha, não tem linha de passe. Quando você joga em diferentes linhas, pode jogar muito melhor”.

 

Vale ressaltar que o Flamengo tem jogado com diversos desfalques no sistema defensivo. Diego Alves está lesionado e Rodrigo Caio e Isla foram convocados.

 

Os selecionáveis ainda ficam de fora contra o Goiás, na terça-feira. O goleiro ainda tem chance de retomar a posição. O aumento de produção do sistema defensivo do Flamengo foi fundamental para a equipe. No período, o time se classificou para as oitavas de final da Libertadores e entrou de vez na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Situação oposta viva o Goiás.

 

O clube tem a pior defesa do Campeonato Brasileiro: foram 25 gols sofridos nos 12 jogos disputados até aqui. Lanterna do campeonato, a equipe goiana tem nove pontos.

 

FLAMENGO
Hugo Souza; Matheuzinho, Gustavo Henrique, Léo Pereira (Natan) e Renê; Willian Arão, Thiago Maia (Gerson) e Pepê (Vitinho); Michael, Lincoln (Pedro) e Bruno Henrique. T.: Domènec Torrent

 

GOIÁS

Tadeu; Edilson, David Duarte, Fábio Sanches e Caju; Breno, Daniel Bessa e Shaylon; Douglas Baggio, Rafael Moura e Vinícius. T.: Enderson Moreira

Estádio: Maracanã, no Rio
Horário: 18h
Juiz: Paulo Roberto Alves Junior (PR)


Fonte: TC Online