PRESIDENTE DA COOABRIEL DIZ QUE ESTIMATIVA DE SAFRA DA CONAB NÃO É VERDADEIRA

Durante realização do Workshop realizado na Câmara de Vereadores de Nova Venécia na tarde de ontem (27), o presidente da COOABRIEL, Antônio Joaquim de Souza Neto , criticou a estimativa da Companhia Nacional de Abasteci mento (Conab).

Em seu primeiro levantamento para a temporada deste ano, o órgão do governo estimou a produção cafeeira do país em mais de 54 milhões de sacas, alta de até 30% sobre 2017. Para o presidente da COOABRIEL esta estimativa não é verdadeira e só atende aos interesses das grandes empresas.

“A Conab geralmente erra a estimativa no início do ano. Eu não acredito em estimativa. Como dizia Winston Churchill , estadista britânico que foi primeiro Ministro do Reino Unido. Ele só acreditava em estimativa que ele mesmo falsificava. A Conab dá um número lá em cima, depois vai diminuindo. Até aí ela já prejudicou o produtor. Hoje o produtor está trabalhando para cobrir o custo de produção”. 

Antônio também analisou o lucro astronômico que a indústria do café tem ganhado às custas do produtor. Segundo ele, alguém está ganhando muito dinheiro enquanto o produtor está pagando paraproduzir.

“Para se ter ideia, uma saca de café de 60 quilos dá para produzir 5.760 xicaras. No Brasil a xícara de café é vendida a R$ 1,00. Isto representa R$ 5.760,00 (cinco mil, setecentos e sessenta reais) por saca. Mas geralmente, a xicara de café no mercado mundial gira em torno de 3 a 5 dólares – (hoje o dólar é vendido a R$ 3,24). Então, alguém está ficando com tudo e o produtor está pagando para produzir”.

Ele também questionou o levantamento de dados usados para determinar a previsão de safra pela Conab. “Como é que a Conab faz uma estimativa de safra, principalmente do conilon, e não consulta uma cooperativa como a COOABRIEL – que tem 45 técnicos, para informar qual realmente será a produção? Estão sendo orientados por alguém para falar o que estas empresas querem”. Questionou o presidente.

O presidente da COOABRIEL também falou sobre o crescimento da cooperativa e sobre os desafios para o produtor durante o ano de 2018. Segundo ele, a Cooperativa já está em Ilhéus, no sul da Bahia e possui também uma sede em Camacã com vários associados em toda aquela região.

A COOABRIEL tem 54 anos de história e recebe 1.200.000 sacas de café.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *